Postagens

Dr. Osório de Almeida: "O Primeiro Médico Hiperbárico das Américas."

Imagem
"O capítulo que tive a honra de ser convidado a escrever em parceria com meu amigo, o médico americano David Youngblood, da Carolina do Norte, no livro texto de Medicina Hiperbárica mais importante do mundo, é sobre o trabalho de um pesquisador brasileiro, o Professor Álvaro Ozório de Almeida, seus pacientes e suas pesquisas.


Ele foi o primeiro Médico Hiperbárico das Américas e conduziu pesquisas revolucionárias para sua época, dando início a tratamentos que só 10 anos mais tarde foram adotados nos EUA e Europa. Isso foi em 1938 no então recém inaugurado Hospital Gaffrée e Guinle. Ele tratou em câmara hiperbárica, com sucesso, a Lepra e a Gangrena quando não havia no mundo outra opção de tratamento. Seus trabalhos foram publicados em português, inglês, francês e alemão e são referência até hoje..."lá fora". Sua câmara hiperbárica foi a primeira construída no continente americano e tratou muitas pessoas até seu falecimento em 1952 .


Albert Einstein e Marie Courie quando vi…

Ex-fumante sim!

Imagem
Conte conosco para valorizar a sua saúde e  viver com mais qualidade. www.ohb-rio.med.br


Nada melhor do que a VIVÊNCIA



Gostaria em primeiro lugar de compartilhar com você, que este  tema, corresponde a minha própria experiência: Ex fumante sim!!!! Posso falar com todas as letras, inspiradas e expiradas: parar de fumar não é fácil, mas   mesmo assim consegui. Acreditem, comecei a fumar com 11 anos de idade!!! Estrategicamente escondia o meu maço de cigarro (Hollywood ou Minister) dentro de uma caixa de sapatos que continha uma coleção de vários outros maços vazios de diferentes marcas. Fui crescendo e continuei fumando. Quando adulta fumava apenas uma marca: Chanceler, o fino que satisfaz. Slogan da propaganda que utilizava um bonito galã, bastante magro chamado Pedrinho Aguinaga.

Alguém se lembra? Bons tempos, apesar do péssimo hábito, ou melhor, vício. Cheguei a fumar um maço e meio de cigarros por dia. Acendia um cigarro no outro. Juro que fazia isso. Ah! Não preciso jurar! Eu gostava …

Pânico e Mergulho.

Imagem
A palavra pânico deriva de Pã, antiga divindade da mitologia grega, era o guardião dos rebanhos e tinha por missão fazê-los multiplicar. Deus dos bosques e dos pastos, protetor dos pastores, veio ao mundo com chifres e pernas de bode.
Contudo Pã foi abandonado por sua mãe no nascimento, assustadíssima com sua esquisita aparência, com pés de bode e chifres na testa e barba espessa. Quando Hermes levou o filho ao templo, todos do Olimpo ridicularizaram a criança. Em vista disto, Hermes pediu que a criança nunca o chamasse de pai. Era temido por todos aqueles que necessitavam atravessar as florestas à noite, pois as trevas e a solidão da travessia provocava pavores súbitos, desprovidos de qualquer causa aparente e que eram atribuídos a Pã; daí o nome pânico.  Pânico no Mergulho"Refere-se a um estado súbito e frequentemente imprevisível  de intenso e por vezes cego, medo e terror, normalmente associado a sentimentos de fatalidade iminente." John R. Yarbrouhg

Em outras palavras um…

Você sabe o que a Cirurgia Plástica e a Oxigenoterapia Hiperbárica têm em comum? Pacientes fumantes.

Imagem
Sabemos que fumar é prejudicial á saúde. Além de ser um dos principais responsáveis pelo câncer de pulmão, de boca, esôfago e estômago, o cigarro é também um grande inimigo da beleza.







Não estamos falando apenas de dentes amarelados e envelhecimento precoce da pele. O fumo também altera a produção das células formadoras de colágeno, essenciais no processo de cicatrização. Quem fuma tem mais chance de desenvolver cicatrizes hipertróficas e queloideanas.







O principal problema está na nicotina, a grande vilã da história, uma substância tóxica existente nas folhas do tabaco e que já era utilizado em 1690, na França, como inseticida. Essa toxina é a responsável pela contração dos vasos sanguíneos, o que dificulta a irrigação do sangue até a pele. A vasoconstrição também compromete a circulação de oxigênio e, sem ambos – sangue e oxigênio –, o tecido passa a sofrer com a má cicatrização.





Entre os problemas estéticosmais sérios está a necrose, isso é, a morte do tecido. Forma-se uma crosta escur…

Saúde: Melhor prevenir do que remediar.

Imagem
1- TENHA UMA BOA HIGIENE

Segundo uma agência do Ministério da Saúde do Brasil, lavar as mãos é “a melhor maneira de prevenir o desenvolvimento de infecções”.  Esfregar o nariz ou os olhos com as mãos contaminadas por germes é uma das formas mais fáceis de pegar um resfriado ou uma gripe. Por isso, a melhor defesa é lavar as mãos regularmente. Uma boa higiene também pode evitar a transmissão de doenças mais graves como pneumonia e disenteria, que anualmente resultam na morte de mais de 2 milhões de crianças com menos de 5 anos. Até mesmo a transmissão do mortal vírus ebola pode ser minimizada pelo simples hábito de lavar as mãos. Em certas situações, lavar as mãos é especialmente importante para proteger sua própria saúde e a de outros. Você deve lavar as mãos: Depois de usar o banheiro. Depois de trocar fraldas ou de ajudar uma criança a usar o banheiro. Antes e depois de tratar um ferimento ou corte. Antes e depois de ficar perto de alguém doente. Antes de preparar, servir ou tomar uma …